As Baleias-jubarte já iniciaram a migração rumo ao Espírito Santo!


Como todos os anos, o grupo de baleias jubarte que se alimenta em áreas próximas às Ilhas Sandwich e Geórgia do Sul, nos arredores da Antártica, iniciou sua migração em busca de águas mais calmas dos trópicos para cumprirem seu ciclo de reprodução. Porém esse ano algumas informações dão conta de que essa migração começou mais cedo do que o normal.


Foto ilustrativa que fizemos na temporada de 2018.


Geralmente, esse grupo de baleias-jubarte, formado por cerca de 20 mil indivíduos, inicia sua migração no mês de maio, nadando cerca de 4 mil quilômetro na rota estabelecida no Atlântico Sul, em direção às águas do Banco dos Abrolhos, localizado entre o Espírito Santo e a Bahia.


O Projeto Amigos da Jubarte teve acesso a 4 relatos, em diferentes localidades, que apontam um possível inicio precoce dessa incrível migração anual realizada por esses fantásticos cetáceos.


A primeira ocorrência se deu no início de abril de 2019, quando um trabalhador brasileiro de uma plataforma de petróleo localizada a quilômetro de distância da costa de São Paulo, informou ter avistado uma baleia-jubarte solitária próxima a plataforma de petróleo onde trabalha. O interessante é que a época do relato é muito mais cedo do que o observado em anos anteriores.


O segundo relato veio do Uruguai, local onde necessariamente as baleias-jubarte passam em seu caminho rumo ao Brasil, no dia 20 de abril. O educador ambiental Pablo Faget avistou baleias-jubarte “saltando” no horizonte do litoral Uruguaio. Tal comportamento é bem peculiar a espécie e pode ser observado também em águas capixabas quando as baleias estão por aqui.


No dia 21 de abril, no terceiro relato, a equipe do IPeC (Instituto de Pesquisas Cananéia), responsável pelo monitoramento de cetáceos na bacia de Santos-SP, atendeu em Ilha Comprida-SP uma ocorrência de encalhe de uma jovem baleia-jubarte macho, encontrada morta, medindo aproximadamente 7 metros e pesando aproximadamente 2 toneladas.


Baleia-jubarte encalhada, com equipe do IPeC executando o trabalho de necropsia. Foto: Divulgação/IPeC


E finalmente, o quarto relato, no dia 22 de abril, no qual o Mauro Lacerda Salgado registrou uma jubarte perto da Ponta da Pirassununga (Sul da Baia de Castelhanos).


Esses quatro relatos vindos de diferentes fontes, podem ser uma indicação de que o processo de migração do grupo de jubartes que migra para o Brasil começou mais cedo em 2019. Não sabemos ao certo os motivos da migração precoce, caso a informação se confirme. Porém é divertido pensar que as baleias “resolveram” migrar mais cedo porque estavam com saudade da nossa terra e ansiosas para começarem logo seu ciclo de reprodução.


Foto do teste de monitoramento com drone da primeira baleia no início da temporada de 2018, em Vitória-ES.


O fato é que, se a temporada das baleias no Espírito Santo começar mais cedo, nós, do projeto Amigos da Jubarte e da plataforma de pesquisa científica Jubarte.Lab, estaremos prontos para recebe-las e assim continuar a desenvolver os estudos, as atividades de educação ambiental e ações de fomento ao turismo de observação natural em torno desse verdadeiro tesouro natural que nos visita todos os anos.


“Vem tranqüila” Jubarte!


--

Para aqueles que tem interesse em ver as baleias em Vitória - Espírito Santo, é só entrar no site do Projeto Amigos da Jubarte pelo link: www.queroverbaleia.com


O Projeto Amigos da Jubarte é uma realização do Instituto O Canal e Instituto Últimos Refúgios, em parceria com a Vale e o apoio da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Molaa, CTA Ambiental e Prefeitura de Vitória.



Receba nossas atualizações por e-mail!

INFORMAÇÕES SOBRE PASSEIOS
DE OBSERVAÇÃO DE BALEIAS EM VITÓRIA, ES:
027 999 800 413
027 992 473 882
027 992 977 851
 
INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS SOBRE
O PROJETO AMIGOS DA JUBARTE:
027 999 864 177
 
E-MAIL:
contato@amigosdajubarte.com.br